Em assembleia realizada nas fábricas dos terminais químicos, os trabalhadores da Tequimar e Volpak rejeitaram a proposta de acordo coletivo apresentada pelas empresa.

A reprovação se dá pela proposta salarial que não assegura as perdas do poder de compra por conta da inflação do período, além da tentativa de retirada de direitos trabalhistas por parte da empresa. O patronato busca retirar do acordo coletivo conquistas históricas como: a 5ª turma de trabalho, a Hora de Repouso Alimentação (HRA), além de reduzir o prêmio de férias e o auxílio educação, aumentar a jornada de trabalho, entre outras perdas inaceitáveis.

As assembleia foram realizadas pelo Sindiquímica, nas portas das fábricas, em todos os turnos e com o pessoal do administrativo, e contou com a adesão de 100% dos trabalhadores. Todos seguiram as medidas de segurança e prevenção como afastamento físico e uso de máscaras.

Estão marcadas novas rodadas de negociação com a empresa para apresentar a resposta da categoria. Esperamos uma outra postura patronal que atenda às justas demandas dos trabalhadores.

Trabalhadores da Tequimar suspenderam 100% das atividades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *