Tá tudo caro, a culpa é de Bolsonaro

 

A classe trabalhadora está sentindo no bolso e na mesa as consequências da péssima gestão da Economia pelo incompetente governo Bolsonaro. O aumento nos preços dos combustíveis puxa uma série de aumentos em itens essenciais como alimentos e gás de cozinha. O presidente e sua equipe econômica, desesperados pela provável derrota nas eleições de outubro, só pensam em medidas populistas e distribuição do orçamento com o Centrão. Depois da carne e do pão, os consumidores foram surpreendidos com o aumento absurdo do preço do leite, comprometendo ainda mais a cesta básica das famílias assalariadas. Tá tudo caro e a culpa é de Bolsonaro.

Se está difícil para quem trabalha e vê todos os meses seu salário perder o poder de compra, imagine para os mais de 14 milhões de desempregados da Era Bolsonaro.

De acordo com relatório da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO/ONU) quase 30% da população brasileira vive insegurança alimentar. São mais de 61 milhões de brasileiros que não têm garantia das próximas refeições. Entre eles, 15,4 milhões passam fome. Desemprego, fome e violência são as marcas deste Governo. Por isso o povo nas ruas grita #ForaBolsonaro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *