Luta das mulheres contra o racismo e o machismo no movimento social é tema de publicação

_Lançamento virtual acontece nesta quarta-feira, 20, com um debate reunindo mulheres sindicalistas_

 

Será lançada nesta quarta-feira, dia 20 de abril, às 19h, nas redes digitais do Sindiquímica Bahia, a revista “Mulheres Negras: Interseccionalidades no Movimento Sindical”.

 

A publicação é uma coletânea de relatos de mulheres sindicalistas, contando suas histórias de resistência para ingressar no movimento sindical e para permanecer neste ambiente majoritariamente masculino.

 

Durante o lançamento haverá uma mesa de debates online com a secretária de mulheres da CNQ (Confederação Nacional dos Químicos), Luciamar Rodrigues; a secretária de Mulher da CUT Bahia, Lucivaldina Brito; e a secretária de Combate ao Racismo da CUT Bahia, Gilene Pinheiro.

 

“Infelizmente ainda há a reprodução de práticas machistas no movimento sindical, condição ainda mais difícil para as mulheres negras, já que as opressões do machismo se associam ao racismo, fazendo com que essas mulheres sofrem uma dupla discriminação”, aponta Lucíola Semião, diretora do Sindiquímica, que fará a mediação da mesa de lançamento.

 

“A revista aborda a interseccionalidade entre as lutas das mulheres, das mulheres negras, da classe trabalhadora e da sociedade”, explica Lucíola.

 

A iniciativa é da Secretaria da Mulher Trabalhadora e da Secretaria de Combate ao Racismo da CUT-BA (Central Única dos Trabalhadores), com apoio do Sindiquímica Bahia, e terá distribuição gratuita.

 

“Convocamos não só as mulheres do movimento sindical, mas toda sociedade, inclusive os companheiros homens, para refletir conosco nossas angústias frente ao racismo e o machismo e traçarmos estratégias de superação”, convida a diretora do Sindiquímica Bahia, Lucíola Semião.

 

Acesse: @sindiquimicabahia no Intagram para acompanhar o lançamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *