Fertilizantes: Assinatura da Convenção Coletiva

Após intensa mobilização dos trabalhadores, o Sindiquímica finalizou as negociações para a assinatura da Convenção Coletiva do Trabalho do setor de Fertilizantes e submeteu a proposta para aprovação dos trabalhadores em Assembleias na porta das fábricas que aprovou a proposta negociada em mesa. O reajuste repõe a inflação do período para toda a categoria e ainda avançamos em benefícios como a cesta básica, o auxílio educação e as férias.

 

As principais conquistas da categoria para o ano de 2022 são:

– Reajuste de 10,16% para todos os trabalhadores, correspondente ao INPC do IBGE do ano passado;

– Reajuste de 10,16% e mais 3% de ganho real para o piso da categoria;

– Reajuste de 35,6% para a cesta básica, que saiu de R$118,00 para R$160,00;

– Aumento do teto de corte da cesta básica de R$1.800,00 para R$2.200,00;

– Reajuste de 10,16% para o auxílio educação, PLR e prêmio assiduidade férias.

 

*Crescimento do setor* – Os avanços nas negociações conquistados pela categoria refletem parte do crescimento nas taxas de consumo de fertilizantes no Brasil nos últimos anos. O país ocupa posição de destaque no consumo global de fertilizantes.

 

Segundo estimativa da Associação Nacional para Difusão de Adubos (ANDA), o faturamento de 2021 do setor de fertilizantes deve atingir US$1,9 bilhão. Isso equivale a um aumento de 38,5% em relação ao ano passado. Para chegar a estes números, as indústrias precisaram contar com a dedicação e empenho dos trabalhadores do setor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *