Escândalo Nacional
Trabalhadores rejeitam proposta ULTRAjante da Tequimar

Mobilizados em Assembleias nas entradas e saídas dos turnos, nesta segunda-feira, 18, os trabalhadores da Tequimar/Ultra (Terminal Químico Aratu) rejeitaram a proposta apresentada pela empresa para o Acordo Coletivo 2021/2021.

Considerado um verdadeiro escândalo nacional, a ULTRAjante proposta da empresa é de reajuste de apenas 8%, abaixo da inflação, e de retirada do adicional de Hora Repouso Alimentação (HRA).

A categoria disse NÃO.

Além de sofrerem assédio e perseguições, em um clima hostil de insegurança dentro da fábrica, os trabalhadores ainda precisam enfrentaram essa proposta de retirada de direitos e de arrocho salarial com reajuste que não repõe a inflação.

A categoria está de parabéns. Demonstrou sua união e força, e todos os turnos, incluído os trabalhadores do Administrativo, votaram pela rejeição da proposta patronal. Esperamos que a empresa respeite a dedicação dos seus funcionários e apresente uma proposta condizente com os ganhos que a empresa vem acumulando graças ao suor de pais e mães de família, que vivenciam esse momento tão difícil do país, sem abrirem mão das responsabilidades no trabalho.

A Tequimar não tem justificativa pois não apresenta prejuízo financeiro. Ao contrário.

O setor de petróleo vem mantendo alta demanda e crescente aumento dos preços dos combustíveis, além da necessidade dos insumos e materiais primas para as indústrias químicas e petroquímicas.

Se não bastassem todos os problemas causados pela pandemia e pelo governo Bolsonaro, os trabalhadores da Tequimar têm vivido um clima tenso de assédios dentro da empresa.

A categoria está mobilizada e planeja uma greve, caso a empresa não avance no diálogo e no atendimento às reivindicações dos trabalhadores.

Em caso de impasse na negociação, assembleia pode autorizar o sindicato a encaminhar a notificação de greve dos trabalhadores, na forma da Lei.

A reação dos trabalhadores, que ameaçam paralisar as atividades na Tequimar/Ultra pode comprometer o funcionamento de empresas que dependem de matérias-primas e insumos do Porto da Tequimar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *