Votou, não volta

Votou, não volta

A CUT lançou a campanha “Votou, não volta” contra os deputados e senadores que votaram contra os trabalhadores no Congresso. O Sindiquímica denunciou os parlamentares baianos que aprovaram projetos que retiraram direitos trabalhistas e sociais em material divulgado durante a Copa do Mundo.

Parlamentares que votaram a favor de projetos de lei que retiraram os direitos da classe trabalhadora e da parcela mais pobre da população não merecem voltar ao Congresso Nacional nas eleições deste ano.

“Eles contam com a ‘suposta’ falta de memória dos brasileiros. Mas, no dia 7 de outubro, vamos mostrar aos traidores que não esquecemos o que fizeram”, diz o presidente da CUT, Vagner Freitas.

A maioria ajudou o governo ilegítimo e golpista de Michel Temer (MDB) a aprovar projetos que prejudicam o povo brasileiro, como a reforma Trabalhista, que acabou com 100 itens da CLT e legalizou o bico e formas fraudulentas de contrato de trabalho, além da terceirização; do congelamento dos investimentos públicos por 20 anos, em especial saúde e educação - PEC do Teto dos Gastos ou PEC da Morte; e da entrega do patrimônio público às empresas estrangeiras, como é o caso do Pré-Sal.

inimigos-dos-trabalhadores-site

 

e-max.it: your social media marketing partner